Ferro na Gestação

O ferro é um dos minerais mais abundantes na crosta terrestre e nos organismos. Participa da síntese da hemoglobina, mioglobina, além de ser cofator de uma série de reações enzimático. Durante a gravidez vários processos fisiológicos fazem com que a demanda desse micronutriente tenha um incremento significativo, o que torna necessários maiores ingestão de ferro.

Sabe-se que, durante a gestação a quantidade de ferro absorvido no intestino aumenta. A maioria das gestantes não ingere quantidade satisfatória desse mineral, o que torna explicável a suplementação oral da dieta com ferro.  Vários autores divergem que essa suplementação não deve ser feita de maneira rotineira, mas individualizada devido a possíveis efeitos deletérios do ferro durante a gestação, dentre eles a evolução de pré-eclâmpsia.

O objetivo desse estudo é realizar uma revisão na literatura médica que versa sobre o assunto, criando uma análise critica sobre a suplementação oral rotineira de ferro e seus possíveis riscos durante a gestação.

Dentre os diversos nutrientes que as gestantes necessitam está à importância de ingerir uma maior quantidade de ferro. A vitamina pode ser encontrada em alimentos de origem animal e vegetal como: ovos, leite de vaca e carnes de peixe que são consideradas proteínas, que contém quantidade suficiente de ferro, por isso é fundamental esses alimentos na dieta das grávidas.

O ferro ajuda as células vermelhas do sangue que levam oxigênio para todas as partes do corpo. Também é usado pelo bebê no seu desenvolvimento e pela placenta, especialmente no segundo e terceiro trimestre da gravidez. A alimentação das gestantes deve ser rica em ferro. Muitas mulheres precisam de ferro, porque já inicia a gravidez com déficit e a carência dele, que pode levar algum tipo de anemia associado ou parto prematuro. Ex. peso do bebê.

CONHEÇA ALGUNS ALIMENTOS RISCOS EM FERRO

– Carnes vermelhas, fígado, peixes, frutos do mar e aves;

– Ameixas e outras frutas secas;

– Feijões

– Hortaliças folhosas escuras

 

  • Composição do Suplemento: Ferro – 30 -60 mg ferro  /acido fólico 400mg;
  • Frequência: Um suplemento 1x por dia;
  • Duração: Durante toda gestação a suplementação de ferro e ácido fólico deve ser iniciada o quando antes possível;
  • Grupo Ativo: Adolescentes, mulheres adultas e gravidas, todos os cenários;

 

Se uma mulher for diagnosticada com anemia em qualquer momento da sua gestação ela deverá receber administração diária do suplemento ferro (120mg de ferro) e ácido fólico (400mg), até que a sua concentração de hemoglobina atinja o nível normal (2,21). Depois disso ela pode passar a dose pré-natal padrão para evitar a recorrência da anemia.

Obs. Qualquer dose acima ou abaixo deverá ser estabelecida pelo seu médico ou nutricionista, pois essa diretriz: suplementação diária de ferro e acido fólico em gestantes, “Genebra” (Organização Mundial de Saúde, 2015).

 

ALIMENTOS E VEGETAIS RICOS EM FERRO

Absorção:

Ajuda na absorção do ferro, neste casso os deis tem que ser ingeridos juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *